Histórias Para Crianças De 9 Anos

Histórias Para Crianças De 9 Anos



Bem-vindos ao Top 100 Histórias Para Crianças de 9 Anos! Aqui, você encontrará uma incrível seleção de histórias para crianças, escolhidas a dedo para encantar, entreter e ajudar a desenvolver a imaginação dos nossos pequenos leitores. As histórias disponíveis são ricas e diversas, incluindo contos de fadas clássicos, histórias divertidas e engraçadas, narrativas para dormir e até mesmo histórias curtas criadas apenas para fazer você rir!

As Histórias Para Crianças De 9 Anos são fundamentais para o desenvolvimento da leitura e da criatividade no infanto-juvenil. Além disso, são também uma excelente maneira de estimular o interesse dos pequenos pela literatura e reforçar laços com os seus familiares através da leitura ou narração em áudio juntos.

Nesta coleção online e grátis, você encontrará histórias de todos os tipos: longas e curtas, pequenas e grandes, com imagens ilustradas e textos bem escritos. Há histórias para ouvir e para ler, assim como para imprimir e para escutar, garantindo diversão para todos os gostos e momentos.

Há também uma incrível diversidade de histórias, desde as contadas pelas avós de antigamente, com uma boa lição moral, até as novas e excitantes aventuras do mundo moderno, narradas em áudio. Todas estas histórias estão disponíveis em português, para que os pequenos leitores possam aproveitar ao máximo esta emocionante jornada literária.

Não importa se você está procurando histórias para contar à noite, enquanto nina seus filhos para dormir, ou uma narrativa divertida para ler no aconchego do Jardim de Infância ou da Pré-Escola, este é o lugar certo para encontrar tudo isso, e muito mais.

Então não perca mais tempo, embarque conosco nesta jornada literária cheia de contos incríveis, educativos e divertidos, perfeitos para os pequenos em todas as faixas etárias!

100 Melhores Histórias Para Crianças De 9 Anos para crianças:

  1. O lobo e sua sombra: Um lobo se orgulha de sua sombra projetada no chão, acreditando ser maior do que realmente é. No entanto, um leão aparece e o derrota com um único golpe, mostrando que a aparência não reflete necessariamente a realidade. É possível baixar um eBook em PDF da história.
  2. As duas cabras: Duas cabras ficam em lados opostos de um abismo, cada uma tentando passar primeiro pela estreita ponte de tronco de árvore. Elas acabam colidindo e caindo juntas no abismo, arrastadas pela torrente de água abaixo. Não cedem em seu orgulho e ambas sofrem as consequências.
  3. O pescador e o peixinho: Um pescador captura um pequeno peixe e o peixe pede para ser poupado, prometendo uma refeição melhor quando crescer. O pescador decide manter o peixe, pensando que algo é melhor do que nada. O texto também menciona links para downloads de ebooks em PDF relacionados à história.
  4. Dois viajantes e um urso: Dois homens estavam viajando juntos quando um urso apareceu. Um deles subiu em uma árvore para se proteger, enquanto o outro fingiu estar morto no chão. O urso farejou o homem no chão e foi embora. Quando o homem na árvore desceu, perguntou ao amigo o que o urso havia sussurrado em seu ouvido. O amigo respondeu que o urso havia dito que não era sensato estar na companhia de alguém que abandonaria seu amigo em perigo.
  5. Os meninos e os sapos: Certo dia, alguns meninos estavam jogando pedras em uma lagoa onde vivia uma família de sapos. As rãs ficaram com medo e pediram para os meninos pararem, pois aquelas brincadeiras poderiam matá-las. O conto destaca a importância de considerar o bem-estar dos outros antes de se divertir.
  6. O boneco de neve: Nesta história, um boneco de neve admira o sol e a lua, conversa com um cachorro e se encanta com a lareira da casa. No entanto, ele acaba derretendo e desaparecendo. Ninguém mais lembra dele.
  7. O lobo e a ovelha: Um Lobo ferido pede a uma Ovelha que traga água para ele, na esperança de recuperar forças para encontrar comida. No entanto, a Ovelha se recusa, temendo que o Lobo a devore.
  8. O burro, a raposa e o leão: Um burro e uma raposa eram amigos e estavam sempre juntos. Quando encontraram um leão, a raposa fez um plano para se livrar do burro e deixá-lo à mercê do leão. No entanto, o leão percebeu o plano e primeiro atacou a raposa traidora.
  9. A estrada espinhosa da honra: Houve pessoas corajosas que fizeram coisas importantes na história, enfrentando dificuldades e oposição. O filósofo Sócrates foi acusado de não acreditar nos deuses e acabou sendo condenado à morte, mas suas ideias e sabedoria continuam vivas na filosofia. Ferdowsi passou 30 anos escrevendo o livro “O Livro dos Reis”, mesmo enfrentando a ira do rei, e seu nome é lembrado até hoje. Salamon de Caus tentou inventar uma máquina a vapor, mesmo sendo ridicularizado, e hoje essa invenção é uma realidade. Joana d’Arc lutou bravamente na guerra e foi canonizada posteriormente. O caminho da honra pode ser difícil, mas é uma forma de demonstrar coragem e inteligência, com a esperança de ser reconhecido agora ou no futuro.
  10. As formigas e o gafanhoto: Em um dia de outono, uma família de formigas está secando os grãos que haviam armazenado durante o verão, quando um gafanhoto faminto aparece e pede comida. Surpresas com a falta de preparação do gafanhoto, as formigas o ignoram e continuam seu trabalho. O gafanhoto lamenta estar ocupado fazendo música e agora precisa enfrentar as consequências de sua falta de planejamento.
  11. O Lobo E A Garça: Um lobo fica com um osso preso na garganta e pede ajuda à garça para removê-lo. Promete recompensá-la generosamente, mas quando o osso é retirado, o lobo se recusa a cumprir sua promessa. A garça fica sem recompensa e arrependida de ter ajudado. Fim da história.
  12. A Tartaruga E Os Patos: Esta é a história da Tartaruga que carrega sua casa nas costas e sonha em sair e explorar o mundo. Um par de Patos se oferece para ajudá-la a ver o mundo, levantando-a no ar com um bastão. No entanto, quando um corvo chama a Tartaruga de Rainha das Tartarugas, ela fica tão presunçosa que abre a boca para responder e acaba caindo no chão, quebrando-se em pedaços.
  13. O Carvalho E Os Juncos: Um carvalho orgulhoso zomba dos juncos que se curvam diante do vento. No entanto, um furacão derruba o carvalho, enquanto os juncos flexíveis continuam em pé. A história ensina sobre humildade e adaptabilidade. Há um link para baixar um eBook em PDF da história.
  14. O lobo e o cachorro magro: Um lobo faminto encontra um cachorro magro perto de uma aldeia. O cachorro convence o lobo a não comê-lo, prometendo que ficará gordo após a festa de casamento de seu dono. O lobo retorna para comê-lo na festa, mas descobre que o cachorro vai fugir quando o cão de guarda abrir a porta. O lobo foge com medo do cão e fica sem comer.
  15. Aquiles: Era uma vez um guerreiro chamado Aquiles, conhecido por sua força e bravura. Abençoado pelos deuses, era quase invencível, exceto pelo seu calcanhar. Treinado desde criança, destacou-se na Guerra de Tróia, mas sua raiva o levou à morte. No entanto, sua lenda inspirou muitos outros a serem corajosos.
  16. A Gansa e o Ovo Dourado: Era uma vez um sertanejo que possuía uma gansa que botava ovos de ouro todos os dias. Porém, ele ficou impaciente e decidiu matar a gansa para obter todos os ovos de uma vez. Para sua surpresa, não encontrou nenhum ovo de ouro e perdeu sua valiosa gansa.
  17. Pequeno Claus e Grande Claus: Havia dois homens com o mesmo nome em um vilarejo distante: Grande Claus e Pequeno Claus. O Pequeno Claus tinha apenas um cavalo, mas quando emprestava os quatro cavalos do Grande Claus, todos pensavam que ele tinha cinco. O Grande Claus ficou irritado e matou o cavalo do Pequeno Claus. O Pequeno Claus então enganou o fazendeiro com um saco que parecia ter comida mágica e vendeu o “mágico” por muito dinheiro. O Grande Claus tentou fazer o mesmo, mas ninguém pagou o mesmo valor pelas peles dos cavalos. Em um confronto, o Pequeno Claus conseguiu trocar de lugar com um tropeiro e enganou novamente o Grande Claus jogando-o no rio. O pequeno Claus ficou com o gado do tropeiro e se tornou rico.
  18. O fazendeiro e as aves: Algumas garças viram um fazendeiro arando um grande campo e, assim que ele terminou de plantar, elas voaram para o campo e começaram a comer. O fazendeiro tentou assustá-las, mas elas não se importaram. Então, ele pegou uma funda e matou várias garças para salvar seus grãos. Depois disso, as aves não voltaram mais ao campo.
  19. A menina dos fósforos: Numa noite fria de Ano Novo, uma garotinha faminta caminha pelas ruas com seus pés descalços e mãos geladas. Ela acende fósforos para se aquecer, e em cada chama, vê visões de conforto e felicidade, como um fogão quente, um ganso assado e uma árvore de Natal. No entanto, cada chama se apaga e ela volta à fria realidade. No final, ela acende todos os fósforos para ficar com sua falecida avó, e assim as duas sobem juntas para um lugar onde não há frio nem fome. Na manhã seguinte, a menina é encontrada morta, mas ninguém sabe das maravilhosas visões que ela teve ou da sua partida para o céu com sua avó.
  20. A Rosa e a Borboleta: Uma borboleta se apaixona por uma rosa e faz juras de amor, mas depois desaparece por muito tempo. Quando a borboleta finalmente retorna, a rosa está magoada e acusa a borboleta de infidelidade. A borboleta ri da noção de constância e acusa a rosa de comportamento semelhante. A história ilustra a falta de comprometimento em um relacionamento.
  21. O Lobo E A Cabra: Um Lobo Faminto tenta convencer uma Cabra a descer de um penhasco íngreme, fingindo estar preocupado com sua segurança, mas a Cabra percebe que o lobo só quer comê-la. A história está disponível para download em formato PDF.
  22. A pequena Sereia: No fundo do mar, vivem as pessoas do mar, incluindo a menor sereia que sonha em conhecer o mundo acima da água. Em seu aniversário de quinze anos, ela salva um príncipe em um naufrágio e se apaixona por ele. Para tentar conquistar seu amor, a sereia faz um pacto com a bruxa do mar e se transforma em humana, mas enfrenta o desafio doloroso de andar com pernas. Apesar de receber as atenções do príncipe, ele se casa com outra princesa, e a pequena sereia se sacrifica para salvar sua vida. Transformada em uma criatura flutuante, ela tem a chance de ganhar uma alma imortal fazendo boas ações.
  23. Rei Midas: Eles precisavam de um novo rei na Frígia e um camponês e sua esposa trouxeram seu filho, Midas, em uma carroça de boi. O camponês amarrou um nó tão duro que se disse que aquele que o desatasse seria o governante de toda a Ásia. Midas se tornou rei, mas seu desejo de transformar tudo em ouro o levou à fome. Ele pediu ajuda a Baco, que o mandou se lavar no rio Pactolus para se livrar de sua ganância. Midas retornou ao campo, adorando o deus Pan.
  24. O cachorro, o galo e a raposa: Um cachorro e um galo deixam o terreiro e partem para viajar pelo mundo. À noite, eles encontram uma árvore oca para descansar, mas o galo acorda e canta, alertando uma raposa. O cachorro então captura a raposa e eles continuam sua jornada. O download do ebook em PDF está disponível.
  25. O Javali e a Raposa: Um javali está afiando suas presas enquanto uma raposa observa. A raposa pergunta por que ele está fazendo isso, já que não há perigo aparente. O javali responde que precisa estar preparado para quando o perigo chegar. No final, são disponibilizados downloads de ebooks em formato PDF.
  26. O Leão E O Mosquito: Um leão fica furioso com um mosquito que zumbia ao redor de sua cabeça. O mosquito provoca o leão e o pica várias vezes, deixando-o ferido e exausto. No entanto, o mosquito acaba preso em uma teia de aranha e se torna presa. A moral da história é que mesmo o mais poderoso pode ser derrotado por algo insignificante se não for cuidadoso.
  27. O velho leão: Um leão envelhecido e fraco é ferido por outros animais, perdendo sua força e beleza. No fim, ele é desprezado até mesmo por um asno. [No final, há um link para baixar o ebook em PDF]
  28. O cachorro e a ostra: Era uma vez um cão guloso que engolia ovos inteiros. Um dia, ele engoliu uma ostra e ficou extremamente dolorido. O cão aprendeu que nem tudo o que é redondo é um ovo.
  29. O Cervo e seu reflexo: Um cervo se admirava no reflexo de uma fonte, mas sentia vergonha de suas pernas finas. Ao fugir de uma pantera, seus chifres se enroscaram nos galhos das árvores, e ele percebeu que suas pernas teriam sido mais úteis do que sua vaidosa coroa. O texto está disponível para download como ebook em formato PDF.
  30. O companheiro de viagem: Quando o pai de Johannes faleceu, o menino decidiu pegar a estrada. Em suas viagens, ele conheceu um companheiro mágico que o ajudou a resolver enigmas para se casar com uma princesa má. Após o casamento, o companheiro de viagem revelou sua identidade e desapareceu, deixando Johannes e a princesa felizes para sempre.
  31. A fada da primavera e os gigantes do gelo: Em um palácio de icebergs, os Gigantes de Gelo planejam capturar a Fada da Primavera e roubar as maçãs douradas que ela guarda. Com a ajuda de Loki, eles sequestram Iduna e suas maçãs, mas ela é resgatada por Loki e levada de volta a Asgard. A Fada da Primavera é recebida com alegria, e a natureza volta a florescer.
  32. A lebre e suas orelhas: Um leão ferido ordena que todos os animais com chifres deixem suas terras, causando medo entre as feras. Mesmo a lebre, que não tem chifres, fica preocupada ao ver a sombra das suas orelhas e decide partir. O texto está disponível para download em formato PDF.
  33. Romeu e Julieta: Durante anos, houve uma rixa entre as famílias Capuleto e Montecchio em Verona. Romeu, filho de um Montecchio, se apaixonou por Julieta, filha de um Capuleto. Eles se casaram secretamente, mas as coisas começaram a dar errado quando Romeu matou o primo de Julieta em um duelo. Romeu foi banido e, desesperada, Julieta decidiu fingir sua própria morte tomando uma poção. No entanto, Romeu não recebeu a mensagem e, ao ver Julieta aparentemente morta, ele tomou veneno para ficar ao seu lado. Quando Julieta acordou e viu Romeu morto, ela se matou com uma adaga. As duas famílias se reconciliaram e construíram estátuas em homenagem aos jovens amantes.
  34. O Tinderbox: Um soldado encontra uma bruxa que lhe dá acesso a três baús cheios de dinheiro, cada um guardado por um cachorro. Ele mata a bruxa e mantém a caixa de pólvora dela. Com a ajuda dos cachorros, ele conquista a princesa e se torna rei. No final, os cachorros o ajudam a se livrar dos inimigos e ele vive feliz.
  35. O macaco e o golfinho: Um navio naufraga perto de Atenas e os golfinhos salvam os náufragos. Um golfinho vê um macaco lutando na água e o leva nas costas pensando que é um humano. O macaco se gaba de sua nobreza e amizade com o porto de Atenas, mas o golfinho o deixa sozinho quando percebe sua verdadeira natureza.
  36. Os cães e as peles: Alguns cães famintos tentam alcançar peles no fundo de um riacho, mas a água é muito profunda. Os cães decidem beber todo o rio, mas mesmo depois de esgotarem todas as suas forças, a água continua alta.
  37. O fazendeiro e seus filhos: Um fazendeiro rico chamou seus filhos e disse para não separarem o patrimônio da família. Após a morte do pai, os filhos procuraram um tesouro escondido, mas não encontraram nada. No entanto, durante a colheita, perceberam que o verdadeiro tesouro era a riqueza obtida com uma colheita abundante.
  38. Os cachorros e a raposa: Alguns cães encontram a pele de um leão e a rasgam com os dentes. Uma raposa vê isso e ri, dizendo que se o leão estivesse vivo, os cães teriam sido derrotados. Há também links para baixar ebooks em PDF.
  39. O fardo de gravetos: Um pai tenta ensinar seus filhos a importância da união e da colaboração através de uma história. Ele dá a cada um deles um fardo de gravetos e pede para quebrá-lo, mas nenhum consegue. Em seguida, ele dá os gravetos individualmente e cada filho consegue quebrá-los facilmente. O pai explica que, assim como os gravetos, juntos eles são fortes, mas separados são fracos. O objetivo da história é mostrar aos filhos que, se colaborarem e estiverem unidos, serão invencíveis.
  40. Zlatovlaska com o cabelo dourado: Era uma vez um rei que conseguia falar com os animais. Um dia, uma velha ofereceu uma cobra para ele comer, prometendo que assim ele poderia falar com os animais. O cozinheiro do rei comeu um pedaço da cobra acidentalmente e passou a ouvir as conversas dos animais. O rei mandou o cozinheiro procurar uma princesa de cabelos dourados e ele contou com a ajuda de formigas, pássaros e uma mosca para encontrar a princesa. Quando a encontrou, o rei se apaixonou por ela e mandou matar o cozinheiro. Porém, a princesa usou água mágica para trazer o cozinheiro de volta à vida e o rei, impressionado com a juventude do cozinheiro, tentou fazer o mesmo com ele, mas acabou morrendo. A princesa casou-se com o cozinheiro e eles viveram felizes para sempre.
  41. O fazendeiro e a serpente: Um fazendeiro encontra uma serpente congelada no chão e decide aquecê-la em seu peito. Assim que a serpente recupera sua força, ela morde o fazendeiro, matando-o. O fazendeiro, em seus últimos momentos, ensina aos outros a não ter pena de pessoas más.
  42. Os sapos e o Boi: Um Boi esmaga acidentalmente um sapo enquanto bebe água em um lago de juncos. Os outros sapos contam ao velho sapo que o monstro era muito maior do que ele, o que faz o sapo ficar cada vez mais orgulhoso. No entanto, ele acaba estourando de tanto se inflar.
  43. O Leão E O Burro: Um dia, enquanto o Leão caminhava na floresta e os animais abriam caminho para ele, um Burro fez um comentário desdenhoso. O Leão sentiu raiva, mas decidiu não responder ao tolo. É possível baixar o conto em formato PDF.
  44. Princesa Cachinhos Dourados: Era uma vez uma linda princesa chamada Cachinhos Dourados. Um jovem rei apaixonado por ela enviou seu amigo Encantado para pedi-la em casamento, mas a princesa recusou. Encantado enfrentou desafios para provar seu amor, incluindo derrotar um gigante e recuperar água mágica da Caverna das Trevas. No final, Encantado se tornou rei e se casou com Cachinhos Dourados, vivendo felizes para sempre.
  45. Os animais e a peste: Esta é uma história sobre uma peste que afeta os animais. O Leão convoca um conselho e propõe que o mais culpado seja sacrificado como forma de obter perdão e cura. No entanto, a Raposa defende que comer ovelhas não é um crime e argumenta que os pastores não são importantes. No final, são disponibilizados downloads de ebooks em PDF.
  46. O Fazendeiro E A Cegonha: Uma cegonha é pega em uma armadilha junto com um grupo de grous e implora para ser libertada, alegando que pertence a uma família honesta. No entanto, o fazendeiro decide puni-la junto com os grous, mesmo reconhecendo que ela é um pássaro bom. O link para baixar ebooks em PDF também é fornecido.
  47. O Lobo E O Pastor: Um pastor confia em um lobo para cuidar de suas ovelhas, mas quando retorna, descobre que muitas ovelhas foram mortas e levadas. Ele aprende da pior maneira a não confiar em um lobo. E-books em PDF estão disponíveis para download.
  48. A rosa mais linda do mundo: Era uma vez uma rainha poderosa com um jardim cheio das rosas mais lindas do mundo. No entanto, ela estava doente e só seria curada se recebesse a rosa mais bonita do mundo. Muitas pessoas trouxeram suas rosas, mas nenhuma delas era a escolhida. No final, o próprio filho da rainha encontrou a rosa mais bela nas páginas de um livro, simbolizando o amor verdadeiro. Quando a rainha ouviu essa história, ela se curou e viu a rosa do amor que nunca morreria.
  49. Os viajantes e o mar: Dois viajantes caminhavam à beira-mar e avistaram um objeto nas ondas. Enquanto um achava que era um navio com tesouros, o outro acreditava que era o esquife de um pescador com peixes frescos. Ao se aproximarem, descobriram apenas um tronco encharcado. Não era o tesouro esperado.
  50. A Raposa E O Leão: Uma jovem Raposa encontra um Leão na floresta e se assusta na primeira vez, mas aos poucos ganha coragem e chama o Leão de “velho amigo” na terceira vez em que o vê. O link disponível permite baixar e imprimir o eBook da história.
  51. Graciosa e Percinet: Era uma vez um rei e uma princesa chamada Graciosa. A rainha havia falecido e a princesa não era apenas bonita, mas também gentil e obediente. No reino, também vivia uma duquesa chamada Grognon. Como seu nome soava, ela era tão feia e mal-humorada quanto odiosa. Um dia, durante uma caçada, o rei chegou perto do castelo de Grognon. A duquesa soube de sua chegada e marcou um encontro com ele. Ela gentilmente pediu que ele viesse tomar uma taça de vinho com ela. No castelo, ela o levou para a adega. O rei ficou impressionado com o grande número de barris de vinho. “Gostaria de Champagne? Um Borgonha encorpado, talvez? Um intenso Beaujolais?” perguntou a duquesa. “Todos esses barris de vinho são seus?” ele perguntou. “Sim”, respondeu ela, “e ficaria muito feliz em lhe oferecer uma boa taça de vinho.” O rei fez sua escolha e a duquesa abriu a torneira de um barril. Em vez de vinho, moedas de ouro fluíram. “Que estranho”, disse a duquesa, e abriu a torneira de outro barril. Pérolas e diamantes escorriam. “Bem, o que está acontecendo comigo agora!” ela exclamou. “Alguém roubou meu vinho e o substituiu por esta bagunça!” “Bem”, respondeu o rei, “com esta bagunça, você poderia comprar todo o meu reino.” “Você pode tê-lo”, disse a duquesa, “se eu pudesse me tornar sua rainha.” O rei, que era um grande amante do dinheiro, respondeu avidamente: “Certamente, me casarei com você amanhã, se desejar.” Grognon afirmou que ela só concordaria com o casamento se pudesse ter controle total sobre a princesa Graciosa, de quem ela tinha ciúmes secretos. O rei só pensava em riqueza e imediatamente deu seu consentimento. Quando ele voltou para casa, ele contou a Graciosa sobre seu casamento pretendido com Grognon. Graciosa só tinha ouvido coisas terríveis sobre a duquesa. Mas ela não queria estragar a felicidade do pai e não disse nada. Grognon escolheu o melhor cavalo para ir ao castelo do rei. Graciosa caminhou ansiosamente até uma pequena floresta, onde começou a chorar baixinho. De repente, um ser encantado apareceu diante dela. “Princesa”, disse o belo jovem, “eu sou Percinet, o príncipe das fadas. Estou apaixonado por você há muito tempo. Tenho o dom de me tornar invisível. Agora estou aparecendo para lhe dizer que quero ajudar e te confortar porque eu te amo e quero me casar com você.” A princesa ficou impressionada com Percinet, e conversaram um pouco até que Graciosa se preparou para conhecer Grognon. Ela montou em seu belo cavalo e foi ao encontro da duquesa. A duquesa viu que o pessoal só tinha olhos para a bela Graciosa no gracioso cavalo. Ela ficou furiosa e mandou que se sentasse no cavalo de Graciosa. A princesa entregou o cavalo, e quando Grognon montou nele, ele enlouqueceu com a duquesa montado nele. No final, ela foi salva e falou com raiva ao rei: “Sua filha queria me matar. Ela deve ser punida por isso.” E mandou que Graciosa fosse chicoteada por quatro criados. Mas algo estranho aconteceu. A cada chicotada, os chicotes se transformavam em penas e Graciosa não sentia dor, apenas um leve formigamento. Uma vez de volta em seu quarto, o príncipe das fadas estava esperando por ela. Ele a aconselhou a agir como se tivesse sofrido muito com o tratamento cruel. O casamento aconteceu pouco depois e foi celebrado com muito entusiasmo. Logo depois, o rei deu permissão para um torneio no qual seis bravos cavaleiros da corte deveriam dizer que Grognon era a dama mais bonita do mundo. Um cavaleiro ousou desafiar isso e declarou em voz alta que Grognon era a mulher mais feia do universo. A mulher mais bonita era a Graciosa. Graciosa sabia que devia ser Percinet, mas não ousava dizer nada. A competição aconteceria no dia seguinte. Grognon ficou furiosa e levou Graciosa para uma floresta a cem milhas de distância, entre lobos, tigres e ursos. Graciosa tropeçou ansiosa e desesperadamente pela escuridão da floresta e soluçou: “Percinet, onde você está?” Enquanto ela falava, uma luz brilhante cegou seus olhos. A floresta se transformou em uma cidade com vielas brilhantes, no final da qual havia um palácio de cristal. Ela sabia que era obra de seu príncipe encantado, e lá estava ele diante dela, mais bonito e charmoso do que nunca. Ele a levou ao palácio de sua mãe, a rainha das fadas. Ela ficou lá por oito dias até que ouviu que seu pai pensava que ela estava morta. Sua madrasta, a duquesa, o convencera disso. Percinet pediu Graciosa em casamento, mas ela não soube dizer que sim. Ela queria ver o pai. Graciosa pediu a Percinet que a levasse para casa. Então seu pai saberia que ela ainda estava viva e que a duquesa era uma enganadora. Então Percinet preparou sua carruagem e, enquanto se afastavam, Graciosa viu o palácio das fadas atrás dela desmoronar. “O que é isso?” ela perguntou. “Princesa, meu palácio existe apenas para aqueles que já morreram. Você só o verá novamente quando estiver morta”, disse Percinet. “Príncipe, lamento que esteja zangado comigo”, disse Graciosa. Ela entendeu que sua partida e rejeição devem ter sido difíceis para ele. Quando a princesa viu seu pai, teve grande dificuldade em convencê-lo de que ainda estava viva. A duquesa conseguiu convencer o rei de que Graciosa não era a princesa, mas apenas uma jovem muito parecida com ela. Graciosa foi presa por enganar o rei. Grognon consultou uma fada má. “Preciso da sua ajuda”, disse ela à fada. “Tenho uma garota na prisão que merece a punição mais severa. Ajude-me a dar a ela uma tarefa difícil para realizar todos os dias.” A fada trouxe uma bola de corda tão grossa quanto quatro pessoas, mas feita de um fio fino e frágil que estava tão emaranhado que não tinha começo nem fim. Grognon deu a Graciosa e disse: “Veja se você pode desenrolar esta bola de corda sem quebrar nenhum fio. Se você falhar, sua punição será a morte.” Graciosa pegou a corda, e imediatamente centenas de fios se romperam. Desesperadamente, ela gritou: “Percinet, por favor, me ajude.” Imediatamente, Percinet estava ao seu lado. “Aqui estou, princesa, pronto para servi-la, mesmo que você tenha me deixado.” Ele tocou a corda com sua varinha mágica, e ela se desenrolou e se enrolou em perfeitas condições. “Você precisa de mais alguma coisa?” ele perguntou friamente. “Obrigado por sua ajuda, Percinet”, disse Graciosa. “Você também pode vir comigo e nos fazer felizes”, disse o príncipe encantado. Mas Graciosa não disse nada e Percinet desapareceu. No dia seguinte, a duquesa viu que a princesa havia completado sua tarefa. A fada levou uma bronca. “Pense em algo agora que ela nunca será capaz de realizar”, sibilou ela para a fada. A fada trouxe uma cesta com milhões de tipos diferentes de penas. A Graciosa foi incumbida de as separar por espécies de aves. Graciosa tentou pacientemente, mas não viu diferença nas penas e começou a chorar. “Percinet não me ama mais, senão estaria aqui”, pensou ela. “Aqui estou, minha princesa”, gritou uma voz debaixo da cesta, e Percinet apareceu. Ele deu três toques com sua varinha mágica, e as penas voaram para fora da cesta e se arrumaram em pequenas pilhas, cada uma de um pássaro diferente. “Como posso te agradecer?” Graciosa perguntou. “Me ame!” o príncipe respondeu com ternura e saiu. Quando Grognon chegou, ela viu que esta tarefa também havia sido concluída. Furiosa, ela se aproximou da fada, que inventou um novo truque. Ela trouxe uma caixa. “Dê esta caixa para a princesa e a proíba de abri-la. Se ela for tão má e desobediente como você diz”, ela disse a Grognon, “ela abrirá a caixa e então você poderá puni-la apropriadamente.” Grognon pegou a caixa e ordenou a Graciosa que a levasse para seu castelo e a colocasse sobre uma certa mesa. Sob nenhuma circunstância ela deveria abrir a caixa. A Graciosa partiu, e como estava cansada e com fome, parou para descansar na floresta. De repente, ela sentiu vontade de abrir a caixa. “E se eu apenas abrir e dar uma espiada? Não vou tirar nada. Ninguém vai notar”, pensou ela. Sem pensar nas consequências, ela levantou a tampa. Imediatamente, dezenas de pessoinhas pularam. Eles pularam para o prado verde e se dividiram em grupos diferentes. Graciosa tentou pegá-los, mas eles fizeram uma brincadeira fugindo dela. Mais uma vez, ela pediu a ajuda de Percinet e ele apareceu mais uma vez. Com sua varinha mágica, ele mandou todos os pequeninos de volta para a caixa. Quando Grognon viu que ela havia completado sua tarefa novamente, ela explodiu em raiva. Ela mandou cavar um grande buraco no jardim e levou a princesa para lá. “Sob esta pedra há um grande tesouro. Levante-a e você verá”, disse ela. Graciosa obedeceu e, enquanto ela estava na borda, Grognon a empurrou para dentro do buraco e deixou a pedra cair em cima dela. Depois disso, parecia não haver esperança para a pobre princesa. “Oh, Percinet”, disse ela, “por que não retribuí seu amor e me casei com você?” Enquanto falava, ela viu um vislumbre de luz através da escuridão vazia. Estava vindo de uma pequena porta. Ela pensou no que Percinet havia dito, que ela veria o castelo das fadas novamente após sua morte. Então ela rastejou pela porta e se viu em um lindo jardim. Ela sabia que veria Percinet ali. Na verdade, ele já estava esperando por ela. Lágrimas de felicidade correram pelo rosto de Graciosa. Ela se casou com Percinet e eles viveram felizes para sempre.
  52. O Rato E O Elefante: Um Rato orgulhoso se sente menosprezado quando uma procissão real passa com um Elefante magnífico. Ele tenta provar que é tão importante quanto o Elefante, mas acaba descobrindo que não é.
  53. O cachorro na manjedoura: Um cão egoísta impede o boi de comer o feno em uma manjedoura, mesmo que o cão não esteja interessado nele. O fazendeiro entra e expulsa o cão do estábulo por seu comportamento egoísta. Baixe o ebook em PDF para ler a história completa.
  54. A campânula-branca: Era inverno e uma flor estava prestes a desabrochar de um bulbo sob a neve. Ela esperava ansiosamente pela chegada do verão, quando poderia finalmente sair e se juntar a outras flores. Enquanto enfrentava o frio e a dúvida, a flor encontrou força e esperança para perseverar. Eventualmente, ela foi colhida por uma criança, admirada por muitos e, finalmente, encontrou seu lugar em um livro, onde seria apreciada para sempre. Essa é a história da campânula-branca.
  55. O Leão, O Urso E A Raposa: Dois animais, um urso e um leão, lutaram ferozmente por uma criança que encontraram. No final, uma raposa esperta roubou a criança e fugiu enquanto os dois animais feridos assistiam impotentes. A história nos mostra a importância de compartilhar e agir com boa vontade. Há um link disponível para baixar a história em formato de eBook (PDF).
  56. Branca de Neve e Rosa Vermelha: Era uma vez uma pobre viúva que vivia em uma cabana solitária com suas duas filhas, Branca de Neve e Rosa Vermelha. Elas eram gentis e viviam em harmonia com os animais da floresta. Um dia, um urso apareceu na porta delas e, para surpresa delas, se revelou amigável. O urso se tornou um amigo constante e as acompanhou em diversas aventuras. Mais tarde, o urso revelou sua verdadeira identidade como um príncipe enfeitiçado e se casou com Branca de Neve, enquanto Rosa Vermelha se casou com seu irmão. Todos viveram felizes e dividiram o tesouro do enigmático anão que havia roubado os tesouros do príncipe. A mãe e as filhas viveram em paz, cultivando as rosas brancas e vermelhas que simbolizavam sua história.
  57. O burro na pele do leão: Um burro encontrou a pele de um leão e decidiu vesti-la para assustar outros animais na floresta. Porém, ao soltar um zurro, revelou sua verdadeira identidade para uma raposa que o ridicularizou.
  58. Como o pássaro azul foi escolhido arauto: Arthur era um menino que adorava a floresta e fez várias perguntas ao Sábio-Homem-Maravilhoso, o espírito da floresta. Um dia, Arthur perguntou por que o pássaro azul era o primeiro pássaro da primavera. O Sábio-Homem-Maravilhoso contou a história de como a Primavera convocou os pássaros para escolher o pássaro mais adequado para ser seu arauto. Depois de várias etapas de seleção, o Pássaro Azul foi escolhido por ser bonito, feliz, talentoso, bom e modesto. Desde então, o Pássaro Azul é o arauto da Primavera, anunciando a chegada dessa estação.
  59. A primavera do amor: Elsa, uma menina que vive com um lenhador e sua esposa, se perde na floresta enquanto procurava flores. Ela acaba encontrando um homem chamado Ulric, que a acolhe em sua casa. Ulric conta a Elsa que uma maldição caiu sobre ele e sua família por causa de sua crueldade anterior. Elsa decide ficar com Ulric, e juntos eles descobrem uma sala trancada onde está a esposa de Ulric, que estava adormecida. Com o amor de Elsa, a maldição é quebrada, a primavera volta e a família é reunida.
  60. O lobo, o cabrito e a cabra: A história conta sobre uma cabra e seu filhote, que ficam em casa enquanto a mãe vai ao mercado. Ela dá uma senha ao filhote para que ele só deixe entrar quem disser a senha correta. Um lobo ouve a senha e tenta enganar o filhote, mas ele pede para o lobo mostrar uma pata branca. Como lobos não têm patas brancas, o lobo vai embora faminto. O filhote aprende que nunca se pode ter certeza das intenções dos outros.
  61. O coelho, a doninha e o gato: Um coelho saiu de casa para jantar trevo, mas esqueceu de trancar a porta. Uma doninha aproveitou e se instalou lá. O coelho ficou zangado e pediu para a doninha sair, mas ela se recusou. Um gato sábio se ofereceu para resolver o problema, mas acabou pegando os dois. A disputa foi definitivamente resolvida. Além disso, você pode baixar o livro em formato PDF no link fornecido.
  62. O burro e a carga de sal: Um comerciante estava levando sua carga de sal em um burro para a casa da praia, mas o burro escorregou e a maior parte do sal derreteu. Surpreendentemente, o burro ficou feliz por ter menos peso e repetiu o incidente no dia seguinte. O mercador ficou furioso e carregou o burro com uma carga ainda mais pesada, dessa vez cestas de esponjas. O burro ficou frustrado e teve que carregar a carga dez vezes mais pesada até em casa.
  63. A toupeira e sua mãe: A pequena toupeira acreditava que podia ver, mesmo sendo cega, o que preocupou sua mãe. Para provar que ela havia perdido o olfato, a mãe colocou um incenso diante dela e pediu para identificar o que era. A toupeira disse que era uma pedra, mostrando assim que também não conseguia cheirar.
  64. Príncipe Hyacinth e a Querida Princesinha: Era uma vez um rei apaixonado por uma princesa, mas ela estava enfeitiçada e não podia se casar. Uma fada gentil disse ao rei como quebrar a maldição: segurar o rabo do gato da princesa. No entanto, ao fazer isso, o gato se transformou em um feiticeiro malvado e amaldiçoou o rei. Anos depois, o príncipe Hyacinth se apaixonou pela querida princesinha, mas ela foi sequestrada pelo feiticeiro. Após várias tentativas frustradas, o príncipe percebeu que seu nariz comprido o impedia de libertar a princesa. Quando ele finalmente aceitou seu defeito, seu nariz encolheu e ele pôde se casar com a princesinha e viver feliz para sempre.
  65. A gralha vaidosa e suas penas emprestadas: A Gralha, ao ver os pavões reais, ficou invejosa e quis se tornar igual a eles usando suas penas. No entanto, quando os outros pássaros descobriram a farsa, a expulsaram e a puniram por sua vaidade.
  66. A Princesa Silenciosa: Era uma vez um príncipe turco que quebrou repetidamente os jarros de uma velha mulher. Ela amaldiçoou-o, dizendo que ele se apaixonaria pela princesa silenciosa. Anos depois, o príncipe ficou doente, e apenas a princesa silenciosa poderia curá-lo. Ele encontrou-a e tentou fazê-la falar com a ajuda de um rouxinol. Depois de resolver alguns enigmas, a princesa falou e se casou com o príncipe. Eles viveram felizes para sempre.
  67. Cinderela: Há muito tempo, uma menina doce chamada Cinderela era maltratada por sua madrasta e suas irmãs. Mas com a ajuda de um pássaro mágico, ela conseguiu ir a um baile e conquistar o coração do príncipe. No final, eles se casaram e viveram felizes para sempre.
  68. A Águia e a Gralha: Uma águia agarrou um cordeiro e a gralha, pensando ser forte como a águia, fez o mesmo com um carneiro. Porém, suas garras ficaram presas e ela foi capturada pelo pastor, que cortou suas asas. Ele explicou aos seus filhos que a gralha se considerava uma águia. O PDF para download está disponível.
  69. A Raposa E O Leopardo: Esta história fala sobre uma Raposa e um Leopardo que discutem sobre sua beleza. O Leopardo se orgulha de sua pelagem, enquanto a Raposa, mesmo sabendo que não pode competir em aparência, destaca a importância da elegância interior. No final, a Raposa põe em xeque a suposta superioridade do Leopardo.
  70. O Salto em Rodes: Um homem que visitava terras estrangeiras contou sobre suas maravilhosas aventuras, incluindo um salto incrível que deu em Rodes. Ele afirmou que nenhum outro homem seria capaz de saltar tão longe. As pessoas desafiaram o homem a provar suas habilidades e mostrar seu salto em Rodes. Além disso, no final do texto, são fornecidos links para baixar eBooks em PDF relacionados à história.
  71. A leiteira e seu balde: Uma leiteira estava voltando do campo com um balde de leite na cabeça, pensando nos planos que faria com o leite. Ela sonhava em fazer manteiga, criar pintinhos e comprar um vestido novo. Mas, distraída com seus sonhos, acabou derrubando todo o leite e perdendo seus planos.
  72. Hans Desajeitado ou Jack, o Estúpido: Dois irmãos inteligentes querem conquistar a filha do rei, que escolherá como marido aquele que puder organizar melhor as palavras. Eles se preparam durante uma semana, mas o terceiro irmão, Jack, o Estúpido, também decide participar. Montado em uma cabra, ele encontra um corvo morto, um sapato de madeira e argila e os apresenta à princesa como suas ofertas. Surpreendida pelo seu jeito peculiar, a princesa o escolhe como marido, deixando os irmãos perplexos. Jack, o Estúpido, é coroado rei e vive feliz com sua esposa. O relato foi extraído da imprensa do chefe de escritório e da corporação de imprensa, mas sua confiabilidade é questionável.
  73. As Moscas e o Mel: Um pote de mel foi derrubado, atraindo numerosas moscas que se encheram de mel e ficaram presas. Elas não conseguiram se livrar e acabaram morrendo por causa do sabor doce do mel. O texto também oferece a opção de baixar o ebook em PDF.
  74. O gato, o galo e o jovem rato: Um jovem rato encontra um galo assustador e se assusta com sua aparência. Ele conta à mãe sobre a experiência, mas ela explica que o galo é inofensivo e o verdadeiro perigo é o gato. O rato aprende a não julgar pela aparência.
  75. O Lobo E O Cordeiro: Nesta história, um cordeiro encontra um lobo faminto enquanto bebe água em um riacho na floresta. O lobo procura uma desculpa para devorar o cordeiro, acusando-o de sujar a água e mentir sobre ele. Mesmo o cordeiro negando as acusações, o lobo o leva para a floresta sem dar ouvidos.
  76. A Ovelha E O Porco: Um pastor encontrou um porco no prado onde suas ovelhas pastavam e o levou para o açougue. As ovelhas ficaram surpresas com o comportamento do porco e perguntaram por que ele estava gritando tanto. O porco respondeu que o pastor só quer a lã das ovelhas, mas ele queria o bacon do porco.
  77. O cachorro e o jantar de seu dono: Um cão fiel leva o jantar do seu dono todos os dias, mas é constantemente tentado pelos outros cachorros da vizinhança. Um dia, os cachorros se reunem e o convencem a dividir a comida, fazendo-o deixar cair a cesta e pegar um pedaço de carne assada para eles.
  78. O príncipe cobra: Era uma vez uma velha que vivia sozinha em uma cidade pobre. Um dia, enquanto se banhava no rio, ela descobriu uma cobra em sua panela de latão. Ela a levou para o rei, que a comprou por um colar de joias. No entanto, quando a rainha foi usar o colar, encontrou um bebê no lugar. Anos depois, o príncipe, filho da rainha, revelou que havia sido transformado em cobra por encanto. A princesa, sua esposa, concordou em fazer um ritual para que ele voltasse à forma humana. Após o ritual, o príncipe retornou e eles viveram felizes para sempre.
  79. O Galo E A Raposa: Uma noite brilhante, um velho galo avista uma raposa e esta anuncia que todos os animais concordaram em viver em paz e amizade. O galo percebe que dois cachorros se aproximam e a raposa foge. O galo sorri, pois conseguiu enganar a astuta raposa.
  80. A caverna das feras: Uma família encontra sete ovos de pato. As filhas mais velhas comem todos os ovos e o pai decide levá-las para as montanhas e abandoná-las lá. As meninas encontram uma caverna cheia de tesouros e se protegem dos lobos e raposas. Seu pai as encontra e eles levam as joias para casa, se tornando uma família rica e feliz.
  81. A Andorinha E O Corvo: A Andorinha e o Corvo discutiram sobre suas penas. A Andorinha dizia que suas penas brilhantes eram melhores, mas o Corvo respondeu que as suas penas duras são mais úteis no inverno. No final, ambos aprenderam que cada um tem suas próprias características e beleza.
  82. Os ratos e as doninhas: As Doninhas e os Ratos estavam sempre em guerra, mas os Ratos perceberam que perdiam por falta de líderes. Eles nomearam vários generais, mas durante a batalha contra as Doninhas, os líderes dos Ratos não conseguiram escapar por causa de seus enfeites de cabeça e foram devorados. Um livro em PDF sobre essa história está disponível para download.
  83. O burro carregando a imagem: Nesta história, um burro carrega uma imagem sagrada para um templo e começa a ficar convencido de que a honra é para ele. Quando o motorista descobre, o burro é espancado e percebe que a honra não é para si, mas para a imagem que carrega.
  84. O macaco e a gata: Era uma vez uma gata e um macaco que viviam juntos como animais de estimação. Eles eram amigos e sempre buscavam comida juntos. Em um dia, eles tentaram pegar castanhas que estavam assando no fogo. O macaco pediu para a gata retirá-las, mas ela acabou queimando a pata e o macaco comeu todas as castanhas. A partir desse dia, a gata não quis mais saber do macaco.
  85. O Cavalo, o Caçador e o Cervo: Nesta história, um Cavalo busca a ajuda de um Caçador para se vingar de um Cervo. O Caçador concorda em ajudar, mas coloca rédeas e uma sela no Cavalo para controlá-lo. Após a vingança ser realizada, o Cavalo pede ao Caçador para remover as rédeas e a sela, mas o Caçador se recusa, preferindo manter o controle sobre o Cavalo.
  86. Os galos de briga e a águia: Era uma vez dois galos que viviam juntos, mas odiavam um ao outro. Eles lutaram e um deles venceu, se orgulhando de sua vitória. No entanto, uma águia ouviu sua vanglória e o levou embora. Seu rival assumiu seu lugar como dono do curral.
  87. Os três espíritos do Natal: Ebenezer Scrooge, um homem de negócios avarento, recebe a visita de três espíritos do Natal que o levam a refletir sobre suas ações. Ao relembrar seu passado, Scrooge é confrontado com sua falta de compaixão. Ao testemunhar a vida difícil de seu contador e a possível morte de um jovem doente, Scrooge se arrepende e decide mudar. Ele se torna generoso e acolhedor, espalhando alegria no Natal e reencontrando o verdadeiro espírito dessa época especial.
  88. O Lobo E O Burro: Um burro esperto engana um lobo fingindo estar coxo para escapar de ser devorado. O lobo acaba caindo em uma ardilosa armadilha do burro e é afastado enquanto o burro foge em segurança. A história mostra a importância da astúcia e inteligência para se proteger dos perigos.
  89. A bela e a fera: Era uma vez um comerciante rico que perdeu todo o seu dinheiro e teve que viver na pobreza com suas filhas. Quando o comerciante encontra um palácio abandonado, ele é salvo por uma fera que o deixa ir em troca de sua filha mais nova, Bela. Bela vai viver com a fera por três meses e acaba se apaixonando por ele. Quando Bela sai para visitar seu pai doente, ela percebe que realmente ama a fera e retorna a tempo de salvar sua vida. A fera se transforma em um príncipe e ele e Bela se casam e vivem felizes para sempre.
  90. Ali Babá e os Quarenta Ladrões: Em uma cidade na Pérsia, viviam dois irmãos: Kassim e Ali Babá. Ali Babá testemunha um grupo de ladrões mágicos e descobre a localização de sua caverna secreta cheia de tesouros. No entanto, seu irmão Kassim, movido pela ganância, também vai à caverna, mas acaba preso e morto pelos ladrões. Morgiana, a empregada corajosa, salva Ali Babá ao matar os ladrões escondidos em sacos de óleo. O chefe dos ladrões, disfarçado, tenta se vingar, mas Morgiana o reconhece e o mata, salvando novamente Ali Babá. Em gratidão, Ali Babá permite que Morgiana se case com seu filho, e o segredo da caverna é mantido em segredo. A família de Ali Babá vive feliz para sempre.
  91. As rãs que desejavam um rei: Os sapos estavam cansados de governar a si mesmos e pediram a Júpiter por um rei. Júpiter atendeu ao pedido e jogou um tronco na água, que os sapos assumiram como seu novo rei. No entanto, eles perceberam que o tronco não tinha poder algum. Júpiter então enviou uma garça para ser o novo rei, mas os sapos logo se arrependeram, pois a garça os devorou. Em desespero, os sapos pediram a Júpiter que removesse a garça, mas ele disse que eles só tinham a si mesmos para culpar pelos seus infortúnios.
  92. As aventuras da senhora urso polar: No final do longo inverno ártico, a Sra. Urso Polar e seus filhotes Odin e Olga emergem de sua caverna de neve para se alimentar em uma praia onde uma baleia encalhou. Enquanto aproveitam a comida, eles são surpreendidos por esquimós caçadores e seus cães. Para escapar, eles se abrigam em um iceberg que se desprende da costa. Sem saber para onde estão indo, eles navegam pelos mares até chegarem a uma bela costa com frutas e alimentos deliciosos. A Sra. Urso agradece ao Sr. Burgomaster, uma gaivota amiga, por ter avisado sobre os perigos iminentes. Os filhotes aprenderam a mergulhar e caçar, e a família continua suas aventuras com otimismo.
  93. Rumpelstilzinho: Era uma vez um moleiro pobre que disse ao rei que sua filha podia fiar palha em ouro. O rei a desafiou a fazer isso e, com a ajuda de um homem pequeno, ela conseguiu transformar a palha em ouro por três vezes. No entanto, em troca, ela prometeu ao homem pequeno o seu primeiro filho quando se tornasse rainha. Quando o homem pequeno veio cobrar a promessa, a rainha descobriu seu nome e o homem desapareceu para sempre.
  94. Os sapatos vermelhos: Há muito tempo atrás, uma menina pobre chamada Karen recebeu um par de sapatos vermelhos feitos de trapos da Sra. Sapateira. Karen foi morar com uma velha senhora rica, mas os sapatos foram jogados fora. Karen ficou com ciúmes dos sapatos vermelhos da princesa, então comprou um par igual. No entanto, os sapatos a forçaram a dançar sem parar. Eventualmente, ela foi salva e recebeu pés de madeira. Karen voltou para a cidade e viveu uma vida tranquila.
  95. Os Três Príncipes e Seus Animais: Era uma vez três príncipes que viviam juntos com sua meia-irmã. Eles encontraram vários animais que deram a cada um deles um filhote, e cada príncipe foi seguido por esses animais. Quando o mais velho conseguiu matar ladrões e conquistar um castelo, sua meia-irmã foi enganada por um ladrão que queria matá-lo. No entanto, a ajuda dos animais salvou o príncipe. Mais tarde, o irmão mais novo também foi enganado por uma bruxa, mas conseguiu salvar o irmão e a princesa. Os três príncipes retornaram para casa e viveram felizes para sempre.
  96. O Lobo E O Leão: Um Lobo rouba um Cordeiro, mas um Leão o tira sem piedade. O Lobo reclama, mas o Leão questiona como ele obteve a propriedade. A lição é que não se pode reclamar do que não é realmente seu.
  97. As lebres e as rãs: As lebres são muito tímidas e decidem morrer em vez de viver em miséria, mas se assustam com um barulho e correm para um labirinto. No caminho, assustam uma família de sapos que procuram segurança na lama. As lebres percebem que as coisas não estão tão ruins, afinal, porque até os sapos têm medo delas. Há também a opção de baixar o eBook em formato PDF.
  98. O príncipe Feliz: Uma pequena andorinha se aproxima de uma estátua dourada de um príncipe e descobre que a estátua está chorando. O príncipe explica que, embora tenha vivido uma vida luxuosa no castelo, agora vê toda a miséria da cidade. Ele pede à andorinha que ajude os necessitados levando jóias da estátua para que eles possam comprar comida e suprimentos. A andorinha concorda e, eventualmente, decide ficar com o príncipe até o fim, mesmo que isso signifique que ela morrerá no frio. Depois de sua morte, eles são levados para o paraíso por um anjo.
  99. O macaco e o camelo: Numa festa em homenagem ao Rei Leão, o Macaco dançou de forma inteligente e todos elogiaram sua graça. Isso deixou o Camelo com inveja, e ele tentou dançar também, mas acabou fazendo papel de ridículo. Os animais atacaram o Camelo e o expulsaram para o deserto. Depois, foram servidos refrescos feitos com a carne do Camelo.
  100. A formiga e a pomba: Uma pomba salva uma formiga que caiu em um riacho, deixando uma folha de palha para ela se segurar. Mais tarde, a formiga salva a pomba de ser atingida por uma pedra lançada por um homem.

Em conclusão, as “Top 100 Histórias para Crianças de 9 Anos” oferecem uma incrível variedade de aventuras, aprendizados e emoções que cativam o coração e a mente dos pequenos leitores. Ao longo dessas histórias, as crianças são transportadas para mundos mágicos, participam de incríveis jornadas e aprendem lições valiosas sobre amizade, coragem e amor. Essas histórias têm a capacidade não apenas de entreter, mas também de inspirar e ajudar no desenvolvimento da imaginação e habilidades de leitura, preparando os jovens leitores para uma vida inteira de aprendizado e prazer na literatura. Não perca a chance de mergulhar nessas maravilhosas histórias e descobrir as maravilhas e alegrias que aguardam dentro de suas páginas!