O garotinho corajoso e o grande escorregador

Era uma vez, em uma pequena aldeia acolhida nas colinas ondulantes, havia um menino chamado Huggy. Huggy adorava brincar no parquinho, e especialmente adorava deslizar pelo grande escorregador.

Um dia, Huggy acordou com um sentimento extra de coragem. Ele disse à sua mãe que iria ao parquinho, e que hoje, ele iria deslizar pelo maior escorrega de todos. A mãe sorriu, deu um abraço, e ele foi.

Quando Huggy chegou ao parquinho, ele pôde ver o grande escorrega surgir acima de todos os outros brinquedos. Era mais alto e mais íngreme do que qualquer coisa que ele já tivesse visto antes. O coração de Huggy começou a bater mais depressa e ele se sentiu um pouco nervoso.

Mas ele estava determinado. Ele marchou até ao escorrega e subiu a escada, degrau por degrau. Quando chegou ao topo, olhou para baixo e de repente, sentiu uma onda de medo percorrer seu corpo.

Ele se sentou na borda do escorrega, indeciso sobre o que fazer. Foi então que reparou em um simpático esquilo sentado debaixo de uma árvore próxima. O esquilo viu que Huggy estava com medo e saltou até ele.

“O que se passa, rapazinho?”, perguntou o esquilo.

Huggy explicou que tinha medo de deslizar pelo grande escorregador. O esquilo assentiu compreendendo e disse: “Eu sei que pode ser assustador tentar algo novo, mas você consegue. Lembra do seu sonho de deslizar pelo grande escorrega? Você pode tornar esse sonho realidade se acreditar em si mesmo.”

Huggy pensou no que o esquilo disse, e percebeu que o esquilo estava certo. Ele inspirou fundo e se levantou. Olhou para o escorrega e, com um ímpeto de coragem, empurrou-se e começou a deslizar.

No início, Huggy sentiu-se assustado e fora de controle, mas depois começou a sentir o vento no seu cabelo e a emoção de ir cada vez mais rápido. Antes que ele percebesse, já tinha chegado ao fim do escorrega e saltava com um enorme sorriso no rosto.

Huggy tinha conseguido! Ele tinha vencido o seu medo e deslizado pelo grande escorregador. O esquilo aplaudiu e celebrou com ele, e Huggy sentiu-se orgulhoso e feliz.

A partir desse dia, Huggy soube que podia fazer qualquer coisa que se propusesse, não importa o quão assustador parecesse. E ele não via a hora de voltar ao parquinho e tentar ainda mais aventuras.

image_pdfDownloadimage_printPrint